Advertisement
Advertisement
Advertisement

Metallica, Twenty One Pilots e outras bandas estão usando cães para detectar COVID em turnês

11 janeiro, 2022
Metallica, Twenty One Pilots e outras bandas estão usando cães para detectar COVID em turnês

Reprodução / YouTube

 

Segundo o site Tenho Mais Discos Que Amigos, os cães treinados identificam vestígios do vírus em pessoas presentes nos bastidores dos shows

Advertisement

Com a nova variante Ômicron do Coronavírus e consequentemente o aumento do número de casos em diversos locais, bandas estão utilizando diferentes métodos de identificação da COVID para que o cancelamento de seus shows não seja necessário.

O Metallica e o Twenty One Pilots são exemplos de grupos que optaram por recrutar cães farejadores treinados para detectar vestígios do vírus em membros de sua equipe, comitiva ou em qualquer outra pessoa que esteja nos bastidores de suas apresentações mais recentes.

A empresa responsável por oferecer este serviço é a Bio Detection K9, que está localizada em Ohio. Os cães treinados já foram usados também para detectar o vírus em eventos da NASCAR e em jogos do time de basquete Miami Heat.

Em entrevista à Rolling Stone, o presidente da Bio-Detection K9, Jerry Johnson, declarou (via Louder Sound):

As pessoas dizem: ‘O que aquele cachorro está fazendo?’. Eles ficam surpresos e pessimistas, mas se você entende os instintos do comportamento de um cachorro, faz muito sentido. Os cães farejam uns aos outros para ver se o outro cão tem um vírus. Estamos treinando-os para procurar algo em que estejam interessados ​​de qualquer maneira.

O método também será utilizado na próxima turnê do Tool, que estava prevista para começar ontem segunda-feira (10).

 

Efetividade dos cães farejadores de COVID-19

A Bio-Detection K9 informa que os cães foram 98-99% precisos na identificação de portadores em estudos de validação. A empresa ainda explicou que os dados preliminares indicam que os “caninos detectores da COVID foram mais eficazes do que os testes PCR na detecção de infecções assintomáticas”, completando:

Esses níveis de precisão estão de acordo com o que alcançamos para a detecção de outros patógenos.

O processo de teste em si é simples: a equipe presente nos bastidores dos shows é alinhada em fileiras com distanciamento e cada membro vai removendo sua máscara, as quais em seguida são farejadas pelos cachorros, treinados para sentar na frente de qualquer pessoa que consigam identificar que está positiva para COVID.

Fonte: Tenho Mais Discos Que Amigos – Lara Teixeira

Advertisement


NOTÍCIAS
RECEBA NOTÍCIAS DO MUNDO DO ROCK E PARTICIPE DOS NOSSOS CONCURSOS
Kiss FM 92.5

Avenida Paulista, 2200 - 15º andar - São Paulo/SP

atendimento@kissfm.com.br

WhatsApp do ouvinte: 11 99887.4343

Kiss FM