Texto por Otávio Juliano – Instagram @showsbyotavio

Ao final de mais um show de Sir Paul McCartney em São Paulo, o primeiro de três apresentações na capital paulista, a palavra que imediatamente veio à mente deste redator foi “carisma”.

Uma rápida busca no dicionário nos traz a seguinte definição: carisma – “conjunto de habilidades e/ou poder de encantar, de seduzir, que faz com que um indivíduo (p.ex., um cantor, um ator) desperte de imediato a aprovação e a simpatia das massas” (Dicionário do Google – Oxford Languages).

Não teria melhor forma de definir esse ex-Beatle encantador, talentoso e, acima de tudo, extremamente carismático! McCartney novamente fez o público paulistano se emocionar e vibrar a cada canção tocada, seja de sua ex-banda The Beatles, do Wings, da carreira solo ou ainda dos primórdios com o The Quarrymen (banda formada por John Lennon nos tempos de escola, que deu origem aos Beatles).

Ainda que com um setlist mais curto do que o habitual (3 músicas a menos do que o repertório regular da turnê), foram duas horas e meia de apresentação, com Paul e banda no palco de forma ininterrupta.

Quem já foi à apresentação do britânico anteriormente sabe que ele, mesmo aos 81 anos, é incansável e mostra uma saúde incrível para comandar seu longo show, alternando entre seu famoso baixo Höfner, guitarra, violão e piano.

Durante a noite a plateia pôde se divertir e dançar ao som de “Come On To Me”, do álbum solo “Egypt Station” (2018), “Dance Tonight”, com direito a um show à parte do baterista Abe Laboriel Jr, interpretando dancinhas famosas da Internet, e ao som da clássica “Ob-La-Di, Ob-La-Da”, dos Beatles.

A emoção e as luzes de celular tomaram conta do estádio quando “Hey Jude”, “Let It Be” e “In Spite of All the Danger”, a primeira canção gravada pelos Beatles, ainda sob o nome The Quarrymen, foram executadas.

Nessa “enxurrada” de emoções e sentimentos, houve espaço para as faixas mais Rock N’ Roll do repertório, como a versão ao vivo de “Jet”, “Live and Let Die”, com explosões, fogos e luzes coloridas, proporcionando um lindo espetáculo e, é claro, a mais pesada de todas, “Helter Skelter”.

Se musicalmente o show foi um encontro de diversas épocas da carreira do músico, o público também foi formado por muitas gerações diferentes, de todas as idades. Senhores e senhoras de mais de setenta anos eram vistos por todo o Allianz Parque, assim como jovens, crianças e famílias inteiras, todos juntos pelo mesmo propósito, o de prestigiar essa lenda vida no palco.

John Lennon, George Harrison e Nancy Shevell, esposa de Paul, foram homenageados por McCartney, que não esqueceu de igualmente reverenciar toda a equipe que faz o show acontecer, além dos próprios músicos da sua “fantástica banda”, como ele mesmo mencionou em português. Embora não domine o idioma, McCartney se esforçou para falar com o público brasileiro, mostrando sua simpatia e, como citado, aquele seu inigualável carisma.

O ex-Beatle segue agora com sua turnê “Got Back” para Curitiba e Rio de Janeiro.

Agradecimentos à FleishmanHillard e 30E pela atenção e credenciamento. Fotos por Marcos Hermes – gentilmente cedidas pela assessoria do evento.  

Banda:

Paul “Wix” Wickens (teclados)

Brian Ray (baixo/guitarra)

Rusty Anderson (guitarra)

Abe Laboriel Jr (bateria)

Paul Burton (trombone)

Kenji Fenton (saxophone)

Mike Davis (trompete)

Setlist:

Can’t Buy Me Love (The Beatles)

Junior’s Farm (Wings)

Letting Go (Wings)

She’s a Woman (The Beatles)

Got to Get You Into My Life (The Beatles)

Come On to Me

Let Me Roll It (Wings)

Getting Better (The Beatles)

Let ‘Em In (Wings)

My Valentine

Nineteen Hundred and Eighty-Five (Wings)

Maybe I’m Amazed

I’ve Just Seen a Face (The Beatles)

In Spite of All the Danger (The Quarrymen)

Love Me Do (The Beatles)

Dance Tonight

Blackbird (The Beatles)

Here Today

New

Lady Madonna (The Beatles)

Jet (Wings)

Being for the Benefit of Mr. Kite! (The Beatles)

Something (The Beatles)

Ob-La-Di, Ob-La-Da (The Beatles)

Band on the Run (Wings)

Get Back (The Beatles)

Let It Be (The Beatles)

Live and Let Die (Wings)

Hey Jude (The Beatles)

Bis:

I’ve Got a Feeling (The Beatles)

Birthday (The Beatles)

Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band (Reprise) (The Beatles)

Helter Skelter (The Beatles)

Golden Slumbers (The Beatles)

Carry That Weight (The Beatles)

The End (The Beatles)