Advertisement
Advertisement
Advertisement

Ex-guitarrista do Guns N’ Roses relembra gafe no Rock in Rio: “recebo e-mails furiosos de brasileiros até hoje”

8 dezembro, 2023
Ex-guitarrista do Guns N’ Roses relembra gafe no Rock in Rio: “recebo e-mails furiosos de brasileiros até hoje”

Reprodução/YouTube

 

Em entrevista para o Rockin’ Metal Revival, Ron “Bumblefoot” Thal, ex-integrante do Guns N’ Roses e atual guitarrista do Art of Anarchy, lembrou do Brasil ao citar o momento mais inusitado de sua carreira.

Advertisement

Segundo o site Tenho Mais Discos Que Amigos, ao olhar para trás e lembrar de suas apresentações ao vivo e turnês, o músico foi questionado sobre qual é a situação mais “Spinal Tap” que já viveu, em referência ao filme Isso é Spinal Tap (1984).

Pensando sobre a questão, ele destacou justamente uma memória registrada por aqui, ao se apresentar no Rock in Rio de 2011, quando uma chuva torrencial caiu sob o Rio de Janeiro e atrasou o show do GNR por horas (via AlternativeNation):

Meu momento mais inusitado foi definitivamente [tocando com o Guns N’ Roses no] Rock in Rio, no Brasil, em 2011. Estava chovendo torrencialmente e a chuva estava com alguns centímetros de altura no palco; eles estavam varrendo tudo. Era quase tão alto quanto as pedaleiras. Lembro que a pirotecnia estava falhando. Estava tão molhado que foi uma loucura. E eu me lembro de tentar tocar uma guitarra fretless, e meus dedos estavam tão enrugados, minha pele estava tão… E eu não conseguia… Era como tentar tocar em um balão molhado – eu tentava, mas estava tudo encharcado.

 

Na sequência, Bumblefoot disse que pegou um capacete da saga cinematográfica Star Wars diretamente com uma fã que estava na plateia:

Havia uma garota adorável na primeira fila que estava segurando um capacete de Stormtrooper de ‘Star Wars’. E eu disse: ‘Me dê o capacete’, e pensei em colocá-lo e brincar um pouco com ele. Então, peguei o capacete e coloquei na cabeça, e assim que tocou meu rosto, foi como se ele se fundisse, porque minha pele estava toda molhada. E eu me lembro de apenas dizer, ‘Ah, merda.’ E assim que eu disse a palavra com ‘M’, tudo ficou embaçado e aí foi, tipo, ‘Beleza, eu estou com esse capacete que vai demandar um pouco de esforço para remover’. E isso não é bom quando você está tentando tocar guitarra em uma música. Eu não conseguia ver nada; estava completamente embaçado.

 

 

Ex-guitarrista do Guns N’ Roses relembra “gafe” no Rock in Rio

Logo depois, o guitarrista relembrou as dificuldades que teve para tocar “Welcome to the Jungle” por conta do capacete, gerando uma “gafe” que faz com que ele receba e-mails furiosos de brasileiros até hoje em dia:

E o solo icônico [de ‘Welcome To The Jungle’] que eu tive que tocar estava prestes a surgir e foi, tipo, a abertura do show e tudo mais, e foi tipo, ‘AhDeus. Isso não vai funcionar bem.’ Então, se bem me lembro, consegui colocar o capacete pelo menos sobre os olhos e mantê-lo lá. E, então, acho que balancei a cabeça, tipo, ‘Ah, tá bom.’ E ele caiu de volta. Então, cheguei a um ponto, no meio do solo, em que eu simplesmente tive que parar de tocar e puxar o capacete para trás para poder ver o que estava fazendo.

E naqueles poucos segundos que parei de tocar, no dia seguinte recebi centenas – centenas – de e-mails furiosos de brasileiros, dizendo que eu quis destruir suas vidas, e ameaças de morte e todas essas coisas. E até hoje, 12 anos depois, de vez em quando alguém me envia um e-mail com uma captura de tela minha usando aquele capacete, com risadas. Então, esse é absolutamente um momento ‘Spinal Tap’.

 

Fonte: Tenho Mais Discos Que Amigos – Gabriel von Borell

Advertisement


NOTÍCIAS
RECEBA NOTÍCIAS DO MUNDO DO ROCK E PARTICIPE DOS NOSSOS CONCURSOS
Kiss FM 92.5

Avenida Paulista, 2200 - 15º andar - São Paulo/SP

atendimento@kissfm.com.br

WhatsApp do ouvinte: 11 99887.4343

Kiss FM