Advertisement
Advertisement
Advertisement

Cristãos descobrem que AC/DC não é uma banda satanista e viralizam

27 maio, 2024
Cristãos descobrem que AC/DC não é uma banda satanista e viralizam

Foto: Reprodução/YouTube

 

Embora já tenha mais de meio século de carreira, o AC/DC ainda lida com o desconhecimento de muita gente sobre a sua trajetória e origens, com muita gente fazendo a clássica associação do Rock ao satanismo de maneira mais do que errônea.

Advertisement

O The Mirror, por exemplo, destacou que uma postagem feita no Reddit há cerca de um ano questiona qual seria o significado por trás do nome do grupo e, por lá, um usuário sugere que ouviu rumores de que o acrônimo “AC/DC” significaria “Anti-Christ/Devil’s Child” (“Anticristo/Filho do Diabo”, em português).

Um usuário logo responde que isso não tem nada a ver, trazendo a explicação correta: trata-se de um termo elétrico, usado para descrever “Corrente Alternada/Corrente Contínua”.

Logo abaixo, um terceiro confirma que esse boato é antigo e explica:

Isso é apenas besteira que surgiu nos anos 1980 quando as mães cristãs se voltaram contra o Rock.

 

 

Qual o significado do nome AC/DC?

Segundo o site Tenho Mais Discos Que Amigos, quando os fundadores do AC/DC, o saudoso Malcolm Young, que faleceu em 2017, e Angus Young, estavam pensando em nomes de bandas lá no início da década de 1970, a irmã deles, Margaret, apontou o símbolo AC/DC no adaptador AC de sua máquina de costura.

A abreviatura, como o fã ali em cima já havia apontado, significa “eletricidade de corrente alternada/corrente contínua”, algo que os irmãos sentiram que simbolizava a “energia brutal” de sua banda que se tornou mundialmente conhecida por hits como “You Shook Me All Night Long”, “Back in Black”, “Thunderstruck”, “Highway to Hell” e “It’s a Long Way to the Top (If You Wanna Rock ‘n’ Roll)”.

AC/DC estreia sua primeira turnê em quase uma década

Vale lembrar que, depois de muita espera dos fãs, a lendária banda encerrou seu hiato de turnês após oito anos e pegou a estrada no último final de semana, o que não acontecia desde a excursão mundial Rock or Bust, de 2016.

Dando início à sua turnê europeia de 24 datas, o AC/DC, liderado por Brian Johnson, se apresentou na Veltins-Arena em Gelsenkirchen, na Alemanha, com ingressos esgotados no local que tem capacidade para 62 mil pessoas.

O show, inclusive, marcou a estreia do baixista Chris Chaney, conhecido por seu trabalho com o Jane’s Addiction e substituto de Cliff Williams, que se aposentou das turnês justamente na época da Rock or Bust.

Na bateria, o AC/DC voltou a convocar Matt Laug, já que Phil Rudd está envolvido em problemas legais na Nova Zelândia. Laug, aliás, tocou ao lado do grupo no show do festival Power Trip, o único realizado pela banda em 2023. A formação atual conta ainda com o guitarrista Stevie Young, sobrinho de Angus e Malcolm.

Você pode ver um vídeo dessa nova turnê abaixo.

What does AC/DC actually stand for?
byu/The_Grizzly- inACDC

 

Fonte: Tenho Mais Discos Que Amigos – Gabriel von Borell

Advertisement


NOTÍCIAS
RECEBA NOTÍCIAS DO MUNDO DO ROCK E PARTICIPE DOS NOSSOS CONCURSOS
Kiss FM 92.5

Avenida Paulista, 2200 - 15º andar - São Paulo/SP

atendimento@kissfm.com.br

WhatsApp do ouvinte: 11 99887.4343

Kiss FM