Advertisement
Advertisement
Advertisement

Black Sabbath: “não era realmente o Black Sabbath porque Bill não estava lá”, diz Ozzy sobre reunião

17 maio, 2024
Black Sabbath: “não era realmente o Black Sabbath porque Bill não estava lá”, diz Ozzy sobre reunião

Foto: Reprodução

Em um novo episódio do programa online “The Madhouse Chronicles”, co-apresentado pelo guitarrista Billy Morrison, Ozzy Osbourne, a lenda do Black Sabbath, discutiu a sua colaboração com o produtor de longa data Rick Rubin, e afirmou que Rubin foi fundamental para que o último álbum “13” acontecesse.

O músico admite que a ausência do baterista original Bill Ward na reunião do Black Sabbath lhe provoca o sentimento de história “inacabada”:

Advertisement

“Rick Rubin, eu o conheci há muito tempo, antes de ele fazer o álbum. E ele dizia: ‘Escute, se vocês voltarem a ficar juntos, você tem que me deixar produzir o álbum.’… E quando nos reformamos para fazer aquela turnê de [1997], gravamos o álbum ao vivo, ‘Reunion’ [de 1998]. Ele realmente entra no estúdio e vai – tínhamos duas faixas bônus de estúdio que foram incluídas no álbum – ele diz, ‘Eu gosto dessa faixa, mas não gosto dessa faixa’, e saiu. E então, com o passar do tempo, Sharon disse para mim, ‘Rick Rubin quer que você faça um álbum com ele.’”

 

Ozzy também confessa que a banda considera que determinados aspectos do álbum “13” são “incomuns”, mas fica reticente ao usar a palavra “crítica”:

“A única crítica que tenho sobre o álbum – não crítica; a coisa que todos nós achamos difícil de fazer, nenhum de nós teve muita contribuição. Então foi como voltar direto ao início, quando tínhamos Rodger Bain e nós não sabíamos sobre o double track e tudo mais. Se você tem um produtor, você não produz sozinho porque Tony basicamente produziria todos os álbuns depois de um certo tempo, e tudo isso.”

 

Ao refletir sobre a ausência de Bill Ward no disco em razão de uma “disputa contratual”, Ozzy disse:

“Não consigo me lembrar por que Bill não fez isso. Tenho que ser sincero. Não era realmente o Black Sabbath porque Bill não estava lá. Quero dizer, se você tivesse Ginger Baker tocando com os Beatles, não seriam os Beatles.”

 

Mas será que Ozzy ficou satisfeito sobre a forma como o Black Sabbath chegou ao fim? Ele respondeu:

“Não. Porque não foi o Black Sabbath que terminou. Está inacabado. Se eles quisessem fazer mais um show com o Bill, eu aproveitaria a chance. Sabe o que seria legal? Se fôssemos a um clube ou algo sem aviso prévio e nos levantássemos e fizéssemos. Começamos em um clube.”

Divulgação

Segundo o site Mundo Metal, Bill Ward deixou a banda no início de 2012, cancelando planos de trabalhar no álbum”13″, lançado em junho de 2013.

 

Fonte: Mundo Metal – Flávia Reis

Advertisement


NOTÍCIAS
RECEBA NOTÍCIAS DO MUNDO DO ROCK E PARTICIPE DOS NOSSOS CONCURSOS
Kiss FM 92.5

Avenida Paulista, 2200 - 15º andar - São Paulo/SP

atendimento@kissfm.com.br

WhatsApp do ouvinte: 11 99887.4343

Kiss FM